"Cansados da eterna luta por abrir um caminho pela matéria bruta, escolhemos outro caminho e nos lançamos, apressados, aos braços do infinito. Mergulhamos em nós mesmos e criamos um novo mundo."- Henrik Steffens

sábado, 23 de março de 2013

À Dionísio



Porque te espero Dionísio
A compor meu ser com tua melodia
Entrelaçar tuas notas a minha carne
E constar em cada pensamento teu

Vens Dionísio,
Entrega em minhas mãos teu amor
Me procura em teu corpo e teu fulgor
Transforma o sol em nossa canção

Traz paz a minha alma com teu toque
Permita-me o sumo do gosto teu
Aqueça-me o ventre
Devolva vida a minhas palavras

Invente com doçura uma estória
Sussurre teu gozo em meu ouvidos
Reconquista-me, indecisa que sou
Convença-me com nosso suor

# Inspirado na Ode Descontínua e remota pra flauta e Oboé. De Ariana para Dionísio. - Saudosa Hilda Hilst. 
## Pra ser lido ao som da Canção II e III do respectivo CD - Ode Descontínua e remota pra flauta e Oboé. De Ariana para Dionísio - lançado pela Saravá Discos e musicado por Zeca Baleiro.O CD tem 10 canções em vozes femininas! 

4 comentários:

  1. Tua poesia tem aquele sentimento explícito que nos envolve a alma com pureza e delicadeza que somente as melhores melodias transmitem. São mais do que palavras, são doces sons.

    Parabéns!

    Beijos

    http://meninamsicaeflor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Festejar intensamente até que o corpo esteja cansado, então paz.

    Tá bonito o blog.

    ResponderExcluir
  3. poxa concordo com vc!
    Ameei teu blog, mt criativo seus post.
    te seguindo, segue de volta ?
    http://lorisentimentos.blogspot.com.br/
    BJOS.. DE SUA NOVA SEGUIDORA ! :)

    ResponderExcluir
  4. Aaah Dionisio, quando vens? rs
    Que poesia maravilhosa, gostosa de se ler...
    Vc escreve bem, moça. (:

    Bjão ;*
    http://changesl.blogspot.com.br/ -

    ResponderExcluir

Deixe-se...